Escolha uma Página

O diagnóstico automotivo é uma ferramenta essencial para oficinas mecânicas, auto centers e lojas de automóveis. Ele avalia de forma rápida e objetiva o funcionamento da injeção eletrônica do veículo. O aparelho utilizado para fazer esse diagnóstico é o scanner. Ele recebe e impulsiona, em tempo real, todos os dispositivos operacionais que compõem o sistema de injeção eletrônica do automóvel.

No entanto, se você deseja aprender um pouco mais sobre diagnóstico automotivo, continue com a gente em nosso post. Aqui, vamos falar tudo sobre o tema!

Como é feito o diagnóstico automotivo?

Você já sabe que para fazer o diagnóstico automotivo é necessário o scanner. O aparelho recebe e impulsiona, em tempo real, todos os parâmetros operacionais de injeção eletrônica do automóvel, com função de detectar eventuais falhas no sistema. O equipamento possui um software específico que estabelece a conexão entre o aparelho e os sistemas de injeção de combustível.

E-BOOK 12 PASSOS PARA MONTAR UMA OFICINA

Assim, com acesso as informações sobre a situação do sistema de um veículo e o conhecimento do seu histórico de falhas, o profissional é capaz de saber se os sensores do veículo estão trabalhando dentro dos parâmetros especificados pelo fabricante, além de estabelecer uma correção.

Todas as informações que você precisa saber são exibidas em um visor. Com isso, você coordena os testes de falha e os testes de atuadores. Também existem aparelhos que estabelecem diagnósticos tanto de carros e motos, quanto de vans, pick-ups, ônibus e caminhões. O scanner automotivo pode corrigir falhas de leitura e “zerar” o sistema, para que o mesmo possa montar novas estratégias de injeção e avanço de ignição.

Tudo isso a partir de um software específico, que estabelece uma conexão entre o aparelho e os sistemas de injeção de combustível do veículo.

Por que fazer o diagnóstico automotivo?

  • Para verificar as condições atuais do sistema de injeção eletrônica do automóvel;
  • Para saber se os sensores dos veículos funcionam dentro dos padrões específicos pelo fabricante;
  • Para ter acesso ao histórico de falhas do sistema de injeção eletrônicas;
  • Para estabelecer um plano de correção mais preciso e eficiente.

É importante ressaltar que alguns scanners para diagnóstico automotivo podem corrigir as falhas de leitura e “zerar” o sistema. Além disso, eles possibilitam que o profissional estabeleça novas estratégias de injeção e avanço de ignição. Ambas são fundamentais porque garantem o bom funcionamento da parte elétrica do veículo.

Como agregar valor aos seus serviços com o diagnóstico automotivo?

Os avanços tecnológicos nas áreas de softwares e conexão wireless contribuíram para a produção de aparelhos específicos capazes de realizar diagnóstico automotivo preciso em carros, vans, motos, pick-ups, ônibus e caminhões. Contar com um serviço deste tipo aumenta a qualidade dos serviços prestados por sua empresa e cria uma nova gama de serviços diferenciados e com alto valor agregado.

E isso tudo contribui para o crescimento da oficina mecânica, do auto center ou da loja de automóveis em um mercado cada vez mais competitivo.

Como escolher o aparelho para o diagnóstico automotivo?

Observe os leitores de código

Os leitores de código fornecem ao usuário as informações genéricas OBD-II. Isso quer dizer que eles estão limitados as informações do motor ou do módulo de controle PCM. Essas ferramentas básicas permitem aos técnicos ler e limpar os códigos de diagnóstico de problemas. A maioria dos códigos também fornece uma definição básica do código.

Verifique a capacidade do leitor de código

Existem diferentes níveis para a capacidade do leitor de código. Eles começam com a funcionalidade básica de códigos de leitura e limpeza. Além de ler e limpar, esses leitores de código fornecem as definições de códigos genéricos OBD-II.

Os recursos adicionais para leitores de códigos de topo de linha incluem códigos pendentes, códigos permanentes e congelamento. Ao adicionar mais funções à ferramenta, você está na categoria de leitor de código e na categoria de preços mais altos.

Veja se o leitor oferece cobertura aprimorada

Há leitores de código no mercado que oferecem cobertura aprimorada OBD-II. Esses leitores são mais robustos e têm a capacidade de ler e limpar os códigos em alguns ou todos os módulos além do genérico OBD-II e PCM ou motor.

Esses leitores também oferecem um ótimo valor como uma ferramenta de backup para uma tecnologia e são excelentes para quem deseja começar nos reparos do automóvel.

Faça várias perguntas

  • Quero substituir uma ferramenta atual ou procuro comprar uma nova ferramenta?
  • O que quero fazer com uma ferramenta de verificação?
  • Quero cobertura para carros nacionais, asiáticos e europeus?
  • O equipamento oferece recursos personalizados adicionais?

Agora que você já sabe o que é diagnóstico automotivo e entende tudo sobre o assunto, que tal adquirir um scanner e oferecer o serviço aos seus clientes? Pense nisso e tenha um empreendimento de sucesso!

Quer ler mais conteúdos como este? Continue com a gente em nosso blog e aprenda outras dicas automotivas para o seu negócio!