Escolha uma Página

Os últimos anos foram de crise em diversos setores da economia, e não é segredo que o setor automobilístico foi um dos mais afetados. De janeiro a agosto, em 2015, foram vendidos 1,4 milhões de carros: um valor quase 20% menor que no ano anterior.

O momento é de cuidado, pois demissões e retração são uma realidade. As projeções de alta no segmento de 0,5% para o ano de 2016 já passam a dar lugar a estimativas mais amargas, de retração em torno de 5,5% no volume de carros produzidos. A queda nas vendas que tinha uma projeção em torno de 7,5% gira emtorno, hoje, de 19%.

Contudo, a economia do país começa a dar sinais de melhora, e é preciso ficar atento para quando essa nova guinada vai mostrar resultados no setor automobilístico e para os autocenters. Existem projeções mais otimistas para o ano de 2017, e as exportações tem papel de extrema importância na recuperação do segmento.

Demissões

Em 2014, as demissões no setor automobilístico chegaram a marca de 12500. No ano de 2015, 12.000 pessoas perderam seus empregos na indústria e as previsões para 2016 não são animadoras.

Atualmente no país são aproximadamente 27 mil contratos de trabalho no setor da indústria automobilística com algum tipo de restrição. 6 mil em sistema de “lay-off” em que o contrato é temporariamente suspenso e 21 mil no sistema de proteção ao emprego, sendo reduzida a carga a horária para evitar a demissão.

Os especialistas concordam que 2016 é um ano estratégico, e as montadoras devem buscar se estruturar para o ano de 2017. “O país precisa voltar a crescer. Nesse meio tempo, a gente trabalha (junto ao governo) com simplificação, facilitação, por exemplo, no comércio exterior. Não há discussão sobre incentivos, nenhuma previsão”, afirmou o presidente da Anfavea, Antonio Megale, sobre o governo do presidente interino Michel Temer, em entrevista a revista AutoEsporte.

Exportações em alta

Como o mercado brasileiro está em um momento de instabilidade, as montadoras tem investido na exportação, principalmente para os países vizinhos, como a Argentina. A alta nas exportações estão na ordem 21%, e cada vez mais se mostra como uma maneira de melhorar os resultados do setor automobilístico. A projeção para a exportação foi o único ponto a ser revisto para cima, sendo que a estimativa inicial era de crescimento de 8,5%.

“2016 é um ano que a previsão é manter o mesmo volume de mercado de 2015, portanto o mercado ainda estabilizado, estagnado, mas um ano do ponto de vista estratégico importante para trasnformações e a restruturação e que é necessária fazer para se preoparar pra volta do crescimento em 2017”, aponta Marco Antonio Lage, diretor de comunicação da Fiat/Chrysler, em entrevista para o jornal da Globo.

Os 10 carros mais vendidos em 2016 

Ainda sendo um ano mais complicado na questão de vendas de automóveis, para os mecânicos e donos de autocenters é importante estar por dentro dos carros mais vendidos no país. Essa lista leva em consideração os carros emplacados no Brasil.

1) Chevrolet Onix

A GM lidera o ranking, com o Onix, chegando a marca de mais de 68 mil unidades emplacadas até o momento.

2) Hyundai – HB20

Em seguida, vem o HB20, da coreana Hyundai, que vendeu quase 56 mil unidades de seu modelo de entrada.

3) Ford Ka

A Ford chega ao terceiro lugar no pódio de carros mais vendidos em 2016, atingindo a marca de 34 mil unidades do novo Ford Ka.

4) Volkswagem Gol

Em quarto lugar, a Volkswagem com o Gol. Foram vendidos 32.500 unidades do modelo em 2016.

5) Fiat Palio

A italiana Fiat aparece na quinta colocação, com o Palio. São quase 32 mil unidades vendidas no Brasil no ano de 2016.

6) Toyota Corolla

Um dos carros mais vendidos do mundo, o Corolla da japonesa Toyota aparece como sexto carro mais vendido no Brasil, e seguindo na liderança entre os sedans. O modelo tem 31900 unidades vendidas no ano.

7) Chevrolet Prisma

Na sétima posição, aparece o Prisma, da Chevrolet. Pouco mais de 31 mil unidades vendidas no ano.

8) Honda HR-V

Omodelo HR-V, da japonesa Honda, teve uma grande aceitação no mercado brasileiro. São 30800 unidades vendidas, ocupando a oitava posição.

9) Fiat Strada

A pickup Strada, da Fiat, com 29 mil unidades vendidas, é o nono carro mais vendido no Brasil.

10) Volkswagen Fox

E fechando a lista dos 10 carros mais vendidos no Brasil, aparece o Fox, da Volks. 26.500 unidades vendidas.

Este post foi útil para você? Já conhecia as novidades do mercado? Deixe sua opinião nos comentários!